Política de uso do ambiente Cloud

O ambiente de Cloud Computing (Computação em Nuvem) compreende o conjunto integrado de recursos de computação, armazenamento e rede, providos pelo LaMCAD, para apoiar atividades de pesquisa que necessitem de recursos computacionais sob demanda, ou seja, recursos que são oferecidos à aplicação à medida que se tornem necessários. Nesse ambiente, os usuários executam suas aplicações através de máquinas virtuais (VMs), as quais serão instanciadas a partir de um modelo (template) seguindo uma configuração padrão de processamento, memória e armazenamento.

Qualquer pesquisador que possua vínculo formal com a UFG, UFJ ou UFCat pode utilizar os recursos computacionais do LaMCAD. Para utilizar o ambiente Cloud, o pesquisador deve solicitar a criação de VM através de formulário disponibilizado abaixo. Essa solicitação deve ser acompanhada de um projeto que será avaliado pelo Comitê Executivo do Laboratório. Abaixo detalhamos isso.

Como se tornar usuário

Recomendação de uso

Algumas aplicações podem usar um ambiente de Cloud de forma mais eficiente que outras, tendo em vista suas especificidades. Em geral, são aplicações adequadas para execução no modelo de computação em nuvem:

  • aquelas sequenciais ou com pouco nível de paralelismo e com tempo estimável de duração de execução;
  • aplicações distribuídas com pouca comunicação entre seus componentes e duração de execução limitada;
  • aplicações elásticas, ou seja, com demanda variável de recursos  de processamento.

Solicitação de VMs

Para solicitar VMs no ambiente Cloud, basta que o pesquisador preencha o formulário no link abaixo e submeta um projeto de pesquisa. Para preencher o formulário é necessário que o pesquisador esteja logado no seu e-mail institucional.

Nesse formulário, o pesquisador deve informar: 

  • A quantidade de VMs solicitadas. O pesquisador pode solicitar a criação de até 2 VMs, cujas configurações seguirão o seguinte padrão: 2 núcleos de processamento, 6 GB de memória RAM e 80 GB de armazenamento em disco
  • Para cada VM solicitada, o pesquisador deve indicar qual distribuição Linux deve ser instalada. Três opções estão disponíveis: Ubuntu, Debian e CentOS.
  • Para cada VM solicitada, o pesquisador deve indicar quais portas devem ser liberadas. Se nenhuma porta for especificada, apenas a porta 42112 para o protocolo SSH será liberada.
  • A quantidade de meses que pretende usar as VMs solicitadas. As VMs poderão ser requisitadas por um período máximo de um ano, havendo a necessidade de uma nova solicitação após esse período.  
  • Outros: esse campo deve ser preenchido caso a solicitação  necessite de configurações diferentes daquelas oferecidas como padrão.
  • No caso de solicitação de algum recurso (processamento, memória ou armazenamento) maior que o da VM padrão, é requerida uma justificativa.

Antes de solicitar recursos maiores que os da VM padrão, é importante ter em mente que no nosso ambiente Cloud os recursos atribuídos às VMs são escaláveis. Portanto, recomendamos que o pesquisador faça uma solicitação inicial de recursos que sejam suficientes para o início do projeto, e posteriormente pode-se solicitar a expansão desses recursos com o decorrer do projeto de acordo com a necessidade. Esta solicitação de expansão, a qual pode ser encaminhada via Fale Conosco, será analisada pelo Comitê Executivo, com posterior resposta.

É importante ressaltar que, ao solicitar a criação de VMs, o pesquisador estará declarando que está ciente das políticas de uso do ambiente descritas nesta página.

Formulário para solicitação de VMs (Precisa estar logado no e-mail institucional).

Projeto de pesquisa

Juntamente com a solicitação de criação de VMs, é necessário que o pesquisador submeta um projeto de pesquisa. O projeto deve ser submetido no próprio formulário de solicitação de VMs na forma de um documento em formato PDF. O documento não possui um formato rígido, mas recomenda-se usar uma fonte padrão, com tamanho 12 e espaçamento 1,5. O documento deve conter as seguintes informações:

  • Título do projeto;
  • Pesquisador responsável, sua instituição e unidade acadêmica;
  • Descrição do projeto de pesquisa, resultados esperados e bibliografia (máximo de 4 páginas);
  • Breve descrição das aplicações que deseja executar nas VMs solicitadas.

Análise da solicitação

A solicitação será avaliada pelo Comitê Executivo, que levará em conta se a solicitação atende o enquadramento de pesquisa e a disponibilidade de recursos no ambiente.

Obrigações do usuário

Relatórios

Ao fim do período de concessão das VMs, o pesquisador responsável deve apresentar um  relatório  científico  do  uso  dos  recursos  do  LaMCAD  no período concedido. Não  havendo  renovação  do  uso, será  dado  um prazo  de  30  dias  para finalização do uso (realização de backups, etc).

Publicações e produtos

É requisitado a todos os usuários que façam menção ao LaMCAD/UFG em todos os artigos e demais produtos que tenham se beneficiado dos recursos do Laboratório. Algumas sugestões de menção são: "Esta pesquisa foi apoiada pelo LaMCAD/UFG"; "Esta pesquisa foi possível graças aos recursos computacionais do LaMCAD/UFG"; "This research was supported by LaMCAD/UFG"; "We thank the computer support from LaMCAD/UFG".

Prorrogação de concessão

Caso deseje prorrogar o período de utilização das VMs concedidas, o pesquisador responsável deve preencher o formulário de prorrogação informando:

  • Título do projeto;
  • Pesquisador responsável, sua instituição e unidade acadêmica;
  • Descrição das VMs concedidas;
  • Justificativa para a prorrogação da concessão;

As solicitações de prorrogação de concessão deverão ser apresentadas até 30 dias antes do final da concessão.

Orientações gerais aos usuários

Backup

Compete ao LaMCAD a disponibilização e manutenção dos recursos computacionais, porém a realização de backups é de inteira responsabilidade do usuário. Portanto, é de suma importância que o usuário faça  backups de seus arquivos regularmente.

Questões de segurança

O acesso ao ambiente Cloud, ou seja, às máquinas virtuais só pode ser feito através do protocolo SSH na porta 42112. Um tutorial sobre como utilizar o SSH para acessar o ambiente pode ser visto aqui.

É altamente recomendável que a senha inicial repassada pelo Laboratório seja imediatamente alterada e se utilize pelo menos 12 caracteres nessa alteração. Utilize uma mistura de letras maiúsculas, minúsculas, números e caracteres especiais, evitando assim usar somente palavras.